Justiça solicita que os coveiros tenham prioridade na vacinação

0
19
Foto: Divulgação/Internet

O procuradoria geral municipal aderiu nesta sexta-feira (22) a pedido com juiz federal, pedindo ao governo federal que vacine 102 servidores e outros 190 coveiros que trabalham nos funerais do SOS na lista de vacinas.

Os servidores estão expostos ao coronavírus todos os dias por estarem lidando com corpos de vítimas da doença, mas o Ministério da Saúde não lembrou ao definir a lista de prioridades.

O procurador-geral da República, Marco Aurélio Choy, informou que a definição das prioridades do Programa Nacional de Vacinas (PNI) é do governo federal. Devido à escassez de vacinas, define-se como aqueles que atuam na linha de frente do combate ao novo coronavírus na primeira fase, morando em asilos, indígenas e profissionais de saúde que deveriam receber apenas a dose.

Comentário