Damares zerou investimentos em ações pró-LGBT, no ano de 2020

0
8
Foto: Divulgação/Internet

Grande parte do parlamento e esforços do presidente Jair Bolsonaro é a ação de desaparelhar máquinas estatais. E um dos lugares onde podemos ver isso ser cumprido é nas ações do Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos, em 2020, Damares não empenhou recursos e ações para ONGs de ativismo LGBT.

O orçamento gerenciado pela pastora Damares Alves previa, para o ano passado, a aplicação de R$4,5 milhões na diretoria de Políticas de Promoção e Defes dos Direitos LGBT, entretanto, os valores não foram creditados.

Alvo de críticas por grande parte dos ativistas LGBT, Damares disse, em outubro do ano passado, que sua prioridade enquanto comandante é fortalecer vínculos familiares através do relacionamento conjugal: “Muitos problemas sociais podem ser evitados com o devido protagonismo da família, desde o preconceito até a violência, passando pelos desequilíbrios afetivos que, em muitos casos, fundamental o recuso a drogas e outros subterfúgios”, afirmou ela em uma nota da Secretaria Nacional daF Famila, órgão subordinado a ministra.

Comentário