Antes da execução fiéis declaram: “Eu sou cristão”

0
11
Foto: Divulgação/Internet

Cinco cristãos foram executamos pela célula africana do Estado Islâmico, além da execução os extremistas divulgaram o vídeo da morte dos fiéis com o objetivo de propagar o terrorismo. As vítimas, mesmo durante a execução firmaram a sua fé em Jesus Cristo.

Os fiéis faziam parte de um grupo de cristãos que foram sequestrados no Natal, na Nigéria. No dia 29 de dezembro de 2020, o grupo teorista ISWAP, executou cinco deles, e também divulgou o vídeo do massacre contra os crentes.

No vídeo, que tem duração de 50 segundos, os terroristas ordenam que os reféns que digam seus nomes e o motivo pelo qual vão morrer: “Eu sou cristão”, afirmaram todos os fiéis, sendo eles: Uka Joseph, Sunday, Wilson, Joshua Maidugu e Garba Yusuf, que foram, em seguida assassinados.

“Um dos terroristas, após a execução faz uma ameaça: Este é um aviso aos cristãos em todas as partes do mundo e na Nigéria. Não esquecemos o que vocês fizeram aos nossos irmãos na cidade de Zangon Kataf e em outras partes da Nigéria. Use as cabeças desses cincos irmãos seus para continuar com suas celebrações ímpias”, finalizou ele.

Comentário