Pelé lamenta morte de Diego Maradona e diz: “espero que possamos jogar bola juntos no céu”

0
42

A morte de Diego Maradona, nesta quarta-feira (25/11), comoveu o mundo inteiro. Muitos famosos se manifestaram e um deles foi o maior ídolo da história do futebol brasileiro, Pelé.

O rei Pelé postou: “Que notícia triste. Eu perdi um grande amigo e o mundo perdeu uma lenda. Ainda há muito a ser dito, mas por agora, que Deus dê força para os familiares. Um dia, eu espero que possamos jogar bola juntos no céu.

O ex-jogador sofreu uma parada cardiorrespiratória em sua casa na cidade de Tigre. O governo da Argentina declarou luto oficial de três dias após a morte de Maradona.

O médico Leopoldo Luque afirmou na ocasião que a cirurgia era considerada simples, mas havia preocupação pela condição de saúde do ex-jogador.

Campeão mundial na Copa de 1986, quando ficou eternizado pelos dois gols que marcou contra a seleção da Inglaterra nas quartas de final, Maradona era reverenciado e tratado como Deus na Argentina.

“Muitas vezes me dizem: ‘Você é Deus’. E eu respondo: ‘Vocês estão equivocados’. Deus é Deus, e eu sou simplesmente um jogador de futebol”, afirmou o craque argentino em 1991.

Seu gol de mão contra a Inglaterra ficou mundialmente conhecido pela “mão de Deus”. O outro tento, em que Maradona driblou metade do time (inclusive o goleiro), foi eleito pela Fifa em 2002 como o mais bonito da história das Copas do Mundo.

Comentário