Arcebispo é suspeito de abusar sexualmente de ex-seminaristas

0
19

Dom Alberto Taveira Corrêa, arcebispo de Belém, no Pará, é suspeito de abusar sexualmente de quatro ex-seminaristas. De acordo com o site UOL, a Polícia Civil a pedido do MP-PA (Ministério Público do Pará) abriu um inquérito para investigar o caso, além disso, o Vaticano também apura as acusações.

De acordo com o Sistema Globo, os abusos teriam acontecido na casa casa onde vive Dom Alberto. Ele convidava as vítimas para visitá-lo — e os jovens, impressionados, se sentiam privilegiados pela oportunidade. Em alguns dos relatos, um ex-seminarista conta que Dom Alberto o abraçou e apalpou seus órgãos genitais, além de ter lhe dado um beijo perto da boca. “Disse que gostava muito de mim, que queria me ver ordenado padre”, completou.

Sobre as denúncias, o MP divulgou uma nota e disse encaminhou à polícia, que confirma ter instaurado inquérito para investigar o caso. O processo corre em sigilo para não atrapalhar as investigações.

Nas redes sociais, o arcebispo negou as acusações e publicou um vídeo para se defender das “falsas acusações de imoralidade”, mas não citou o teor das denúncias. “Digo a vocês que recebi com tristeza há poucos dias informações da existência de procedimentos investigativos com graves acusações contra mim, sem que eu tenha sido previamente questionado, ouvido, ou tido qualquer oportunidade para esclarecer esses pretensos fatos postos nas acusações”.

*Reprodução

Comentário