Priscilla Alcantara diz “cantar sobre Deus”, mas critica gospel.

0
79
FOTO/REPRODUÇÃO: INSTAGRAM

BRASIL| Priscilla Alcantara, de 22 anos, se tornou um verdadeiro fenômeno no meio cristão. Apenas o clipe de Empatia teve 1 milhão de visualizações no YouTube. Mesmo assim, a cantora rejeitou o rótulo de gospel. A declaração foi dada em entrevista ao portal G1.

– Eu não me considero uma cantora gospel. O que seria isso? Uma pessoa que só canta o quê? Não tenho preconceito com o termo, é mercadológico, mas a minha arte vai muito mais além – explicou

Priscilla se considera uma cantora pop. O último álbum, Gente, chegou a ser criticado por parte dos fãs evangélicos, já que ela não cita Deus diretamente.

– Sei onde quero chegar com minha música. Eu quis ampliar minha comunicação e falar não só com cristãos. Tem algo que se chama graça comum, que está sobre o cristão e o não cristão. Somos ligados pela nossa humanidade – se defende.

A artista ainda puxou a orelha de parte do movimento evangélico no Brasil.

– Não tem como generalizar, eu gosto de focar naquilo é bom. Em tudo aquilo que você procurar, vai ter defeito, uma parte ruim, uma parte um pouquinho mais estragada. Assim como outras coisas, a igreja no Brasil tem seus defeitos, mas também existem pessoas que têm representado Cristo de uma maneira excelente.

A cantora não fugiu de assuntos polêmicos e também comentou sobre o vídeo em que Pabllo Vittar publicou nas redes sociais cantando um trecho de Empatia.

– Tudo diz respeito ao conteúdo. Achei tão bonito quando ela cantou minha música. Independentemente daquilo que a gente diverge, a gente convergiu em alguma coisa – afirmou sobre uma possível parceria no futuro.

 

Comentário