Pastores oram por Bolsonaro no Palácio do Planalto: “Este País não vai falir”

0
80
Pastores em oração pelo presidente Jair Bolsonaro, em Brasília. (Foto: YouTube/Silas Malafaia)

O presidente Jair Bolsonaro se reuniu na tarde desta sexta-feira (5) com pastores das principais igrejas evangélicas brasileiras para um momento de oração no Palácio do Planalto.

O encontro foi mediado pelo pastor Silas Malafaia, que transmitiu a reunião através de suas redes sociais. Os pastores oraram pelo presidente da República, pelo Supremo Tribunal Federal (STF), pelo Congresso Nacional e pela população.

Entre os pastores presentes, estavam Abe Huber (Paz Church), Abner Ferreira (Assembleia de Deus em Madureira), César Augusto (Fonte da Vida), Eduardo Bravo (Universal do Reino de Deus), Estevam Hernandes (Renascer em Cristo), JB Carvalho (Comunidade das Nações), Renê Terra Nova (Ministério Internacional da Restauração), Rinaldo Seixas (Bola de Neve), RR Soares (Internacional da Graça de Deus) e Victor Hugo (Vida Nova).

“Estamos aqui porque acreditamos no Brasil, mas, acima de tudo, porque cremos em Deus”, disse Bolsonaro após as orações. “Esse povo cristão, esse povo brasileiro excepcional, que nos alimenta através de sua fé, traz para todos nós a certeza que os obstáculos que ainda temos no Brasil serão vencidos, para o bem de todos nós”.

Em mensagem aos pastores, o presidente lembrou que a família é a célula da sociedade. “Vocês, por suas pregações, pela maneira como conduzem aqueles que têm fé, a farão cada vez mais forte para o bem de todos nós. Deus, pátria, família. O Brasil tem tudo para ser uma grande nação”, disse.

“Nós tínhamos mais do que o povo ao nosso lado, nós tínhamos Aquele que nos colocou aqui na Terra”, continuou Bolsonaro, apontando os dedos para o céu. “Mais do que nunca, a fé de todos nós conduzirá o Brasil a um porto seguro”.

O pastor Silas Malafaia, presidente da Assembleia de Deus Vitória em Cristo (ADVEC), lembrou que há milhões de brasileiros orando e que o Brasil “não será uma Venezuela”.

“Este país não vai falir. Deus vai surpreender, vai confundir e deixar gente de boca aberta, dizendo: ‘Como aconteceu isso? Como esse país saiu disso?’ É para ninguém entender, para que Deus seja glorificado”, afirmou Malafaia.


Pastor Silas Malafaia ao lado do presidente Jair Bolsonaro. (Foto: YouTube/Silas Malafaia)

“Quero informar que todos os inimigos dessa nação e todos os planos escondidos, Deus vai trazer à tona. Vão ser confundidos, vão ser envergonhados e vão cair por terra”, acrescentou Malafaia. “Nós temos uma arma que o Exército não tem, que a Polícia Militar não tem: nós temos o poder da oração”.

O apóstolo Estevam Hernandes, fundador da Igreja Renascer em Cristo, disse que é um privilégio ter como presidente da República “um homem temente a Deus, que é pela família e que tem valores e princípios cristãos. Isso para nós é resposta de oração”.

O apóstolo Rina, fundador da Igreja Bola de Neve, leu Isaías 41 e declarou: “O Brasil vive um momento único na história da República. Estamos sendo governados por um presidente que teme a Deus. Deus é quem governa e julga, quem levanta e abate reis e a palavra final é sempre Dele”.

Abe Huber, pastor da Paz Church, focou sua mensagem na família e incentivou o presidente a fortalecer sua fé. “Eu encorajo o presidente, busque a Jesus. Eu creio que o senhor já faz isso, mas eu quero encorajá-lo a fazer isso mais e mais. Eu quero encorajar cada brasileiro a fazer isso. Porque quando colocamos Jesus em primeiro lugar, de fato, toda a nossa família é salva”, disse ele.

O apóstolo César Augusto, presidente da Igreja Apostólica Fonte da Vida, disse que Bolsonaro havia recebido a “unção de Ciro”, para “trazer os valores da Palavra de Deus, que são os valores conservadores, que possam nortear o futuro da nação”.

“Deus nos trouxe aqui para declarar que portas trancadas serão abertas. Não estamos aqui à toa, somos voz profética de Deus. A unção do Espírito está sobre ti, presidente”, declarou.

Assista a transmissão completa:

 

Comentário