Pastor autorizou casamento gay é expulso da convenção evangélica.

0
22
BRASIL| No Brasil e no mundo igrejas  estão adotando práticas que não estão de acordo com as Escrituras Sagradas . Pastores no meio gospel com medo de ser martirizado pela população LGBT, tem se envolvido cada vez mais em casamento de pessoas do mesmo sexo. Diante disso, estão entrando em conflito dentro do próprio ministério e muitos sendo até mesmo expulsos pelo falo fato do ministério não aceitar.
O Rev. Dan Collison teve suas credenciais removidas com 77% dos votos na reunião anual da Igreja da Aliança Evangélica em Omaha, Nebraska.
Portanto, líderes da Igreja do pacto Evangélico (ECC), em uma assembleia extraordinária votaram pela expulsão de Collison e sua igreja por permitirem o casamento gay.
Os líderes também votaram pela expulsão da Igreja da Primeira Aliança de Collison . Ele que se tornou pastor da igreja no centro de Minneapolis, em 2009, e disse que não ficou surpreso com a decisão, mas triste.
“Tenho certeza do caminho que escolhemos. Sinto-me grata pelos pastores e igrejas que nos defenderam. Eu sinto compaixão por aqueles pegos no meio “, disse Collison.
Entretanto, a (ECC), disse que a denominação liderada por Collison é livre para continuar atuando, e pode manter o prédio do templo. A Igreja diz que Collison continuará servindo como pastor sênior.
“Espero que esta igreja histórica um dia mude de idéia e volte para nossa família”, disse o presidente da ECC, John Wenrich , em um comunicado.
Recentemente uma cerimônia ocorreu na capital baiana, sendo conduzida pelo pastor Reuel da Silva, que é bem conhecido no estado e lidera a Igreja Batista Nazareth. O pastou que foi muito criticado no meio gospel, disse: “Este não é o primeiro casamento gay celebrado pelo pastor Reuel. Em 2017 ele chegou a casar dois homens em Vitória da Conquista (BA), e respondeu às críticas recebidas pelos outros líderes evangélicos: “Não os represento. Represento o Evangelho, as boas novas“, finalizou o religioso.

Comentário