O que a cruz tem a ver comigo? Parte -04

0
11

Chegamos a última mensagem desta série: O QUE A CRUZ TEM A VER COMIGO? A cruz é um dos maiores símbolos para os cristãos, entender com propriedade o propósito da morte de Jesus, e levar esta mensagem consequentemente, é anunciar o maior encômio da história. Talvez a falta de conhecimento deste legado, tenha sido a dificuldade das pessoas se renderem a cruz de Cristo.

Se você acompanhou as mensagens anteriores, viu com as explanações, que Deus interviu em nossa desgraça de uma forma drástica. A vida santa de seu único filho pela vida condenada dos homens. Não havia e não há outra forma de salvação.

A NOSSA CRUZ

“E quem não toma a sua cruz, e não segue após mim, não é digno de mim.        (Mt. 10:38)

Esse texto define o Cristianismo pois trata de renúncia, abnegação, porta estreita, cruz. A cruz nos trouxe, resgate, remissão, redenção, reconciliação e muitos outros benefícios.

Porém ainda estamos aqui, cercados pelo mundo, sujeitos as tentações, vulneráveis em algumas áreas. É necessário nos fortalecermos no Senhor dia após dia, e isso se dá, através de renúncias, obediência e aproximação com o Espírito Santo, o Consolador, que agora é a fonte de maior poder sobre as nossas vidas contra a nossa carne.

Lembre-se a nossa natureza terrena, a carne ama o pecado, sempre vai sentir desejo de voltar às antigas práticas, sempre vai trazer à nossa memória coisas que afetem as nossas emoções.

Então carregar a minha cruz significa auto negação e a cruz deve nos faz lembrar que éramos escravos, condenados, destituídos.

“E Jesus, clamando outra vez com grande voz, ESTÁ CONSUMADO rendeu o espírito. E eis que o véu do templo se rasgou em dois, de alto a baixo; e tremeu a terra, e fenderam-se as pedras;” (Mt. 27:50-51)

A Lei da antiga aliança estava quitada, paga, invalidando a servidão da antiga Lei e estabelecendo a Graça Redentora de Deus. Jesus usou esse termo para dizer para todos nós, para o mundo, para satanás toda a dívida está paga!

A Justiça já está válida para aqueles que creem, ACABOU A CONDENAÇÃO!

“Portanto, agora nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus, que não andam segundo a carne, mas segundo o Espírito.” (Rm 8:1)

A morte de Jesus nos deu a vida, a cruz outrora foi um objeto de vergonha, escárnio, agora se torna um símbolo de vitória e da salvação através de Jesus, pois Ele é o Caminho, o único Caminho, a verdade e a vida e ninguém vai ao Pai se não for através dEle. (João 14:6)

O véu do templo foi rasgado para mostrar que não há mais necessidade de nenhum sacrifício pelos nossos pecados, que todo o acesso ao céu foi liberado, que não existem mais nada que pode nos separar do amor de Deus.

“Que diremos, pois, a estas coisas? Se Deus é por nós, quem será contra nós? Aquele que nem mesmo a seu próprio Filho poupou, antes o entregou por todos nós, como nos não dará também com ele todas as coisas? Quem intentará acusação contra os escolhidos de Deus? É Deus quem os justifica.
Quem é que condena? Pois é Cristo quem morreu, ou antes quem ressuscitou dentre os mortos, o qual está à direita de Deus, e também intercede por nós. Quem nos separará do amor de Cristo? A tribulação, ou a angústia, ou a perseguição, ou a fome, ou a nudez, ou o perigo, ou a espada? Como está escrito: Por amor de ti somos entregues à morte todo o dia; Somos reputados como ovelhas para o matadouro. Mas em todas estas coisas somos mais do que vencedores, por aquele que nos amou. Porque estou certo de que, nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as potestades, nem o presente, nem o porvir, nem a altura, nem a profundidade, nem alguma outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus nosso Senhor.”
(Rm 8:31-39)

A ressurreição é a garantia da Vitória! “Onde está, ó morte, o teu aguilhão? Onde está, ó inferno, a tua vitória?  Ora, o aguilhão da morte é o pecado, e a força do pecado é a lei. Mas graças a Deus que nos dá a vitória por nosso Senhor Jesus Cristo.” (1 Co. 15: 55 – 57)

Jesus venceu a morte, ele venceu o pecado de cabeça erguida. Jesus não venceu quando Ele morreu, Jesus venceu quando Ele ressuscitou, quando disse a satanás, Vem aqui dá-me aqui as chaves, dá aqui o teu poder.

“E eu, quando o vi, caí a seus pés como morto; e ele pôs sobre mim a sua destra, dizendo-me: Não temas; Eu sou o primeiro e o último; E o que vivo e fui morto, mas eis aqui estou vivo para todo o sempre. Amém. E tenho as chaves da morte e do inferno.” (Ap. 1: 17 – 18)

Não troque o seu direito de salvação, por 5 minutos de prazer, por desejos carnais, pelo orgulho, pela mágoa, rancor, ressentimento, deixe isso na cruz, abra mão do seu ego, liberte-se aquilo que te liga ao pecado, abra mão daquilo que te consome por dentro, te roubando a paz e a alegria.

Decida ser livre, ser curado e transformado através da Cruz e do sacrifício pago por Jesus.

Comentário