Josué pede investigação sobre caso de professor agredido em escola da PM

0
18

O presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM), Josué Neto (PSD), solicitou que as agressões sofridas por um professor dentro das dependências do Colégio Militar da Polícia Militar 1 (CMPM1), fossem investigadas pelas Comissões de Educação e Segurança Pública da Casa.

O caso aconteceu com o professor Anderson Rodrigues, que declarou ter sido agredido pelo gestor da escola, o tenente-coronel Cézar Andrade. Josué disse ter recebido um vídeo que mostra a agressão e declarou “o povo não aceita esse tipo de acontecimento nas dependências da escola”, considerou inadmissível a agressão em ambiente escolar.

O presidente da Aleam faz questão de ressaltar que a intenção não é passar a mão na cabeça do professor antecipadamente, e que mesmo diante de qualquer erro que o professor tenha eventualmente cometido, a solução seria abrir um processo administrativo para tratar o acontecimento da maneira mais correta e disse “não de forma que ele possa receber cascudo, pontapé. Isso não resolve a vida de ninguém”.

Comentário