Escândalo: Pastor se assume gay aos 91 anos de idade

0
203

Um pastor acabou chamando a atenção do mundo ao sair do armário e se assumir gay aos 91 anos de idade. O reverendo britânico Stanley Underhill, da Igreja Anglicana, disse que passou muito tempo de sua vida desejando ter nascido “hétero”.

O pastor confessa que desde muito jovem percebeu que era diferente da maioria dos seus colegas.

“Não contei ao meu irmão que era gay até escrever o livro em 2018”, afirmou Underhill à apresentadora Emily Webb, do programa Outlook, da BBC. Na ocasião, ele tinha 91 anos, e seu irmão era apenas dois anos mais novo.

“E não fez diferença para ele”, acrescentou. “Queria ter contado a ele e a minha família antes, mas não sabia como eles receberiam (a notícia).”

Em sua autobiografia o pastor assume que nasceu em um ambiente “hostil, fanático e ignorante, cheio de preconceitos, pobreza e distinções de classe”.

A descoberta que sentia atração por homens

Underhill afirmou que na sua juventude quando estava aprendendo a nadar percebeu que sentia atrações pelo corpo masculino.

“A visão do corpo (do professor de natação) mergulhando era excitante”, escreveu Underhill em sua autobiografia.

Carreira Ministerial

Segundo Stanley Underhill, durante três anos ele estudou em Canterbury, no Reino Unido, e se tornou sacerdote. Depois disso, serviu em diferentes paróquias sem revelar que era gay.

“Dada a hipocrisia contínua das autoridades da igreja, eu não estava preparado para sair do armário”, escreveu no livro.

O livro de Underhill é impiedoso em relação à relutância da sua igreja, que não exige o celibato dos sacerdotes, em aceitar a homossexualidade.

Underhill atualmente vive em um lar de idosos em Londres, e está feliz com as mudanças nas atitudes sociais em relação aos homossexuais.

Fonte: O Fuxico Gospel

Comentário