Dr. Ewerton Wanderley cobra mais segurança nas unidades de saúde de Manaus

0
8
Foto: Divulgação

O vereador Dr. Ewerton Wanderley (PHS) voltou mostrar preocupação com a falta de segurança nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e policlínicas da capital. Em pronunciamento, nesta segunda-feira (11/03), na tribuna da Câmara Municipal de Manaus, exibindo uma faixa escrita “Mais segurança nas unidades de saúde”, o parlamentar lamentou o fato de que a cada três dias uma unidade de saúde sofre algum tipo de ação de meliantes, como assaltos, roubos e furtos.

Dr. Ewerton citou um fato recente, ocorrido em uma UBS de Manaus, onde um técnica de enfermagem foi esfaqueada por um assaltante em uma sala de curativos, no exercício do seu trabalho.”Tenho muito receio que qualquer dia sejamos surpreendidos com a notícia de óbito de um funcionário ou paciente nestas unidades.” disse o vereador.

Dr. Ewerton lamentou a ocorrência constante e previsível das ações de bandidos. “Conheço funcionários que já foram assaltados três vezes na mesma unidade. É uma situação corriqueira e nefasta para o serviço público de saúde, pois muitas vezes o atendimento é suspenso devido à onda de violência” disse Dr. Ewerton, que também trabalha como médico em uma UBS na zona Sul de Manaus.

“Trabalho, na parte da tarde, na UBS Lourenço Borghi, que já foi alvo da ação desses meliantes. Geralmente, os bandidos agem no horário que aglomera mais pessoas. Mulheres e idosos são as vítimas preferenciais”, denunciou o parlamentar.

Dr. Ewerton relatou o fato que no dia 26/10 do ano passado, três UBSs foram assaltadas em menos de 24 horas: UBSs José Rayol, na Chapada; UBS N41 na Cidade Nova; e a UBS Mansour Bulbol, no Alvorada. ” Em todas os assaltantes entraram fortemente armados e agiram com extrema violência”, afirmou o vereador.

Ainda na tribuna, Dr. Ewerton sugeriu que o poder público, Governo do Estado e Prefeitura, possa unir forças para conter a onda de violência nas UBSs e policlínicas da capital, reforçando o patrulhamento no entorno destas unidades e contratando vigilância armada para garantir a segurança de funcionários e pacientes.

Comentário