Cientistas descobrem caverna de sal em Sodoma, onde a mulher de Ló virou estátua

0
11

MUNDO| Uma descoberta incrível repercutiu na imprensa internacional nesta quinta-feira (28), após um grupo de cientistas anunciar a descoberta da maior caverna de sal do mundo, com pelo menos 10 km de extensão.

Ela está localizada entre as passagens da Caverna Malham, no Monte Sodoma, com saída para o Mar Morto, em Israel. O local é conhecido pelos cristãos e judeus, porque foi nas suas proximidades em que a esposa de Ló foi transformada em uma estátua de sal, conforme narrado pela Bíblia em Gênesis 19:24-26.

“Então o Senhor fez chover enxofre e fogo, do Senhor desde os céus, sobre Sodoma e Gomorra; E destruiu aquelas cidades e toda aquela campina, e todos os moradores daquelas cidades, e o que nascia da terra. E a mulher de Ló olhou para trás e ficou convertida numa estátua de sal”, diz a Bíblia.

A caverna já havia sido mapeada na década de 80 por Amos Frumkin, fundador do Centro de Pesquisa de Cavernas da Universidade Hebraica, mas só agora uma equipe liderada pelo espeleólogo israelense Yoav Negev, em parceria com Boaz Landford, conseguiu descobrir e dimensionar o tamanho da caverna.

Ao todo, oito cientistas de nove países diferentes participaram da missão, segundo informações do jornal inglês The Guardian.

Até então, o título mundial de maior caverna de sal já encontrada pertencia ao Irã, após uma descoberta na Caverna dos Três Nus, em 2006. A iraniana possui 6,85 km de extensão, enquanto a israelense 10 km.

“Não há nada como isso em Israel”, declarou Negev, ressaltando a singularidade e importância da sua descoberta. Para teólogos de todo o mundo, essa pode ser mais uma evidência concreta da fidelidade histórica dos livros do Antigo Testamento, especificamente o livro de Gênesis.

Comentário