Bolsonaro cita ‘milagre’ e prestigia bancada evangélica federal em Santa Catarina.

0
12
FOTO/REPRODUÇÃO: YOUTUBE

BRASIL | O presidente Jair Bolsonaro esteve na noite desta quinta-feira (2) no Congresso do Gideões Missionários da Última Hora (GMHU), em Camboriú (SC), Ele foi recepcionado por cerca de 5.000 fiéis que acompanhavam o culto no ginásio de esportes Irineu Bornhausen.

Os pastores Zilmar Miguel, presidente do GMHU (Gideões Missionários da última hora), e Hueslen Santos, vice-presidente, entregaram uma placa de homenagem a Jair Bolsonaro com a inscrição: “Quando o justo governa, o povo se alegra” (Provérbios 29:2).

Ao ser anunciado para dar uma palavra, Bolsonaro deu “a paz do Senhor”, cumprimentou as autoridades presentes e voltou a citar o versículo que usou em sua campanha: “E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará”, João 8:32.

Bolsonaro ainda citou o milagre recebido há oito meses, quando foi atingido por uma facada no abdômem durante uma caminhada, quando ainda era candidato a presidência: “Fui salvo por um milagre, agradeço a Deus por ter salvo a minha vida. Agradeço a vocês pelas orações. Atingimos um objetivo e este objetivo, eu entendo como uma missão de Deus. E ao lado de vocês, pessoas de bem, tementes a Deus, nós cumpriremos essa missão”, declarou.

“Vocês sabem que Ele não escolhe os capacitados, mas capacita os escolhidos”, completou. Bolsonaro pediu aos presentes que mantenham a esperança e que voltem a ter orgulho de serem brasileiros.

Ele prestigiou a bancada evangélica do Congresso Nacional durante o culto, que contou com as presenças dos deputados Marco Feliciano (Pode-SP), Silas Câmara (PRB-AM) e João Campos (PRB-GO)

A primeira-dama, Michelle Bolsonaro, que frequenta cultos da Igreja Batista Atitude, não estava acompanhando o presidente. Esta é a primeira vez que um presidente participa do evento anual dos Gideões, que ocorre há 37 anos.

Comentário