Após dizer “Deus te ama” a estudante homossexual, professora é acusada de preconceito

0
186
Foto: Uol

Svetlana Powell, professora de uma escola da Inglaterra, foi dispensada pela Academia de Aprendizagem t2 em Britsol, escola financiada pelo governo britânico.

Com 17 anos de experiência, Powell, ao ser perguntada pelos alunos sobre o que sua crença pessoal pensa sobre a homossexualidade, disse acreditar que a orientação é contra a vontade de Deus, mas que ele ama todas as pessoas. Na ocasião, uma das alunas contou que era homossexual, e a professora disse “Deus ama você”, o que gerou desconforto na sala de aula. Dois dias depois, a professora foi notificada pela gerente de Recursos Humanos, Stacy Preston, que a demitiu alegando ‘falta grave’.

A diretora da escola, Sian Prigg, disse que um grupo de estudantes se queixou de sofrer “lavagem cerebral”. Powell, em resposta, afirmou que a direção sempre esteve ciente de suas crenças. “Eles sabiam que eu era cristã e ficaram interessados em minhas opiniões como cristã porque eram diferentes de outros professores, minhas respostas eram muito diferentes do que eles sabem”, contou. “Fiquei surpresa quando meu contrato foi rescindido. Eu estava contando a eles sobre o amor de Deus e o amor um pelo outro. Para eles chegarem ao ponto de compara minhas visões cristãs aos atos terroristas, é absolutamente terrível”, acrescentou.

“Somos todos pecadores e Deus ama a todos. Deus abriu o caminho para sermos perdoados por seu filho Jesus Cristo. Eu disse para aquela menina que Deus a ama”, concluiu a professora em entrevista a CBN E CPAD News.

Comentário