Dono de restaurante leva ”água benta” para Lula

178
Foto: Reprodução/Internet
Não há muita movimentação no local em que houve o julgamento e sentença de 9 anos e 6 meses de prisão do Ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva. Apenas um edifício com alguns protestantes sobre a decisão do Juiz Sérgio Moura sobre o caso Triplex.

Gijo Juno Rodrigues Silva, dono de um restaurante frequentado pelo ex-presidente, passou no local e, ao invés de deixar uma refeição como de costume, deixou uma garrafa de água benta para proteção do político.

“Com a morte da dona Marisa ele está magoado. Mas na vida política parece que ele está até melhor”, disse Gijo.

Os moradores do prédio, em questão, não quiseram comentar sobre o movimento que ocorria em frente ao edifício. Os residentes, que não quiseram se identificar para evitar más relações com os demais inquilinos, além de criticar Lula e disse que a decisão já era esperada.

“Eu sou cidadão e sei o que ele fez. Como bom estelionatário ele é muito simpático. Sempre cumprimenta quando nos encontramos no elevador. Não é surpresa nenhuma. Ninguém fala sobre isso aqui, mas veladamente todos concordam que ele é ladrão”, disse um morador não identificado.

 

Comentário