Vaticano lança 13º curso sobre exorcismo e afirma: “A demanda está crescendo, com certeza”

0
107
Foto: Divulgação

Na última segunda-feira (16), um grupo de mais de 200 sacerdotes se reuniu em Roma para um curso sobre o aumento de exorcismos e sobre o uso da tecnologia na prática.

Organizado pelo professor Giusepp Ferrari, o curso, chamado de “Exorcismo e Oração da Libertação”, prepara os sacerdotes para o aumento na quantidade de exorcismos. “O número de exorcismos definitivamente aumentou ao longo dos anos, a medida que os pedidos por exorcismos aumentaram. Este curso é útil porque prepara os sacerdotes que realizam exorcismos para terem uma visão completa e multidisciplinar da situação”, afirmou Ferrari.

Durante o treinamento, o cardeal Ernest Simoni (89), comentou que “há padres que realizam exorcismos em seus telefones celulares”, e que, apesar das orações por telefone acalmarem, os aspectos físicos não podem ser controlados. O padre britânico Anthony Barrat afirmou que o aumento do número de pedidos de exorcismos vem do avanço dessas tecnologias. “Eu acho que, em parte devido À internet, que o satanismo se tornou tão acessível. Filmes e programas de televisão também são um fator de influencia. Há um fascínio.”

Barrat esclarece, ainda que, apesar do aumento considerável, um número pequeno de pessoas realmente precisa de exorcismo. “Existe um protocolo. Uma pessoa será encaminhada pelo pároco. Pode então ocorrer uma avaliação de um psicólogo. Eles podem ser bipolares ou ter problemas com o abuso de drogas, o que causa sérios danos ao cérebro. É um processo demorado”, afirmou.

Comentário