Simone Guimarães ex-diretora do Sesc AM lança livro sobre Sistema Comércio e sua gestão

0
22
(Foto: Natasha Pinto/Divulgação)

 

Professora doutora Simone Guimarães laçou, nesta sexta-feira (6), o livro ‘Democratizar conhecimento não custa caro’, na feira de livros do Sesc, que ocorre no Centro de Convenções Vasco Vasques, em Manaus. A visão do livro busca focar a educação de qualidade com 16 anos de dedicação ao Sistema Comércio no Amazonas.

O livro é um completo estudo documental e com exaustiva revisão bibliográfica sobre a estrutura do Sistema Federativo Comercial, especialmente Sesc e Senac, com seus correspondentes parâmetros de implementação e administração.

O objetivo da obra é o desenvolvimento de um estudo exploratório nos municípios do estado do Amazonas, detectando se, no modelo atual do Sistema Comércio AM, a implantação de estruturas educacionais removíveis, que possam atender a diferentes localidades do estado, que é detentor de obstáculos geográficos peculiares à região amazônica.

 

Com base na estrutura e no modelo de gestão do Sistema Comércio, a escritora apresenta o contexto atual da localidade e soluções plausíveis para expansão da educação no estado, através das chamadas “Unidades Removíveis”. O leitor que enveredar pelos caminhos dessa obra, estará diante de um vasto estudo documental e de extensa pesquisa bibliográfica pertinentes ao tema democratização, de forma pragmática, da educação em uma das áreas mais singulares do Brasil.

A atual secretária-geral da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), Sesc e Senac, Simone falou sobre a oportunidade de mostrar a sua visão da instituição, de uma forma tão importante.

“O Sesc está me dando esse presente. Imagina você preparar as pessoas, dar oportunidade de cultura, lazer e instrução a quem não possui condições financeiras. Então, poder apresentar o meu livro, nesta feira, é meu maior orgulho. Eu guardei esse material, que é a minha tese de doutorado, para este evento. É uma forma de prestar conta a esta instituição que foi meu ‘lar’, por tanto tempo”, disse.

Comentário