Presidente da Nicarágua chama bispos da Igreja Católica de golpistas durante discurso

0
103
Foto:Jorge Cabrera/Reuters

O presidente da Nicarágua, Daniel Ortega, acusou os bispos da Igreja Católica de golpistas e disse que seus opositores no país precisam de um exorcismo. A declaração foi dada durante feriado de celebração do os trinta e nove anos da Revolução Sandinista.

“É preciso haver consenso. E, para ter consenso, é preciso acordo entre as duas partes. Mas eles simplesmente apareceram com um ultimato. A mim me assombrou que os senhores bispos tivesse essa atitude de golpistas”, afirmou Ortega.

O país vivi a prior crise das últimas décadas. Desde o início de abril, ao menos 360 pessoas foram mortas em decorrência de protestos que exigem a saída de Ortega.

O chefe de Estado acusou a igreja de compactuar com os opositores, principalmente com a exigência de uma nova eleição presidencial – o mandato atual termina em 2022.

“Estamos obrigados a pedir aos bispos que se retifiquem e não alimentem essas seitas satânicas, golpistas, assassinas”, disse Ortega, ao ler o nome de 22 policiais nacionais mortos durante os protestos

Comentário