Pastor responde declaração de Zuckerberg, ”o Facebook será como uma igreja”

0
552
Foto: Reprodução/Internet

Recentes uma declaração do fundador do Facebook, Mark Zuckerberg, surpreendeu vários pastores e fiéis de várias denominações. Ele afirmou que a rede social poderia um dia ocupar o lugar das ”igrejas” na sociedade.

Robert Jeffress, pastor da Primeira Igreja Batista de Dallas, nos EUA, declarou que não acreditar que a tecnologia substituirá a igreja cristã.

O líder da megaigreja, que tem mais de 10 mil membros, afirmou: “Acredito que a tecnologia certamente pode melhorar o ministério da igreja. Nos últimos 18 meses, tivemos 500 mil pessoas, de 192 países, que participaram de nossos cultos pela Internet”, em especial no Facebook.

Para ele, “A tecnologia pode melhorar o ministério da igreja, mas nunca irá substituir a igreja”. Ele enfatizou que “Deus criou a igreja” e “Zuckerberg criou o Facebook”, e certamente a igreja continuará existindo depois que Zuckerberg e o Facebook tiverem “desaparecido”.

 

 

Comentário