“O auxílio-reclusão ultrapassa o valor do salário mínimo” diz Bolsonaro ao criticar o valor do benefício e fala em ‘fazer justiça’

0
21
Foto: Marcos Corrêa

O mais novo presidente da República, Jair Bolsonaro se pronunciou nessa sexta-feira (04) em uma de suas redes sociais, sobre o auxílio-reclusão, pagamento dado a familiares de presos. De acordo com a lei, o dependente de um preso tem direito a um auxílio-reclusão no valor de R$ 1.292,43 mensais, valor esse que cresceu nos últimos dez anos e é maior que um salário mínimo.

“O auxílio-reclusão ultrapassa o valor do salário mínimo. Em reunião com Ministros, decidimos que avançaremos nesta questão ignorada quando se trata de reforma da previdência e indevidos. Em cima de muitos detalhes vamos desinchando a máquina e fazendo justiça!” disse Jair Bolsonaro.

Como funciona o auxílio-reclusão

O auxílio é dado somente aos familiares dos presos, não é entregue nenhuma quantia ao presidiário, para isso ter direito a esse benefício o detento deve ter contribuído regularmente com a previdência social para que seus familiares tenham direito ao auxílio. O que está, inclusive, na constituição federal de 1988, dentro do artigo 201, que trata da previdência social, no inciso IV.

Comentário