Missionários percorrem mais de 3,4 mil quilômetros para ajudar refugiados da Venezuela

0
125
Fonte: Reprodução / Internet

O pastor Rudi Sano e o voluntário William Dias Neri, da Comunidade Batista Vida Nova, viajaram de Guaramirin, Santa Catarina para Boa vista, em Roraima, pela missão Cristo sem Fronteiras, com o objetivo de ajudar centenas de venezuelanos que chegam ao Brasil todos os dias.

Segundo a prefeitura de Boa Vista, estão abrigadas cerca de 40 mil pessoas na capital. Rudi e William realizam trabalhos com crianças, adultos e idosos que ficam desabrigados nas praças desde 22 de fevereiro. “As pessoas estão chegando aqui a pé. Eles vão até a fronteira ente Brasil e Venezuela e chegam em uma cidade chamada Pacaraima. De lá até aqui, são 220 quilômetros e eles estão fazendo isso a pé. Uns poucos conseguem vir de ônibus porque têm um pouco de dinheiro, mas a maioria vem a pé. São dois ou três dias de caminhada com crianças de colo e malas”, conta o pastor.

Além do evangelho, os missionários oferecem comida, kits de higiene com fraldas, sabonete e pasta de dente e, para os desabrigados,algumas barracas. Rudi conta que ele e William estão na praça Simón Bolívar, localizada na frente da rodoviária, e que chegam a atender até três mil pessoas por dia.

Com experiência em trabalhos missionários em Mato Grosso, São Paulo, Líbano, Iraque, Jordônia e Israel, opastor tem o plano de levar alguns refugiados para a sede da sua igreja, em Guaramirim, onde organizará oficinas para auxiliar os estrangeiros na preparação para o mercado de trabalho brasileiro.

 

 

As informações são do Jornal de Joinville 

Comentário