Missionário é morto a flechadas após entrar em ilha para evangelizar indígenas

0
49
Foto: Reprodução

Um missionário americano de 27 anos foi morto a flechadas após entrar em uma ilha da Índia ocupada por uma tribo indígena que vive isolada.

De acordo com o “Sun”, a ilha de North Sentinel, situada no Índico, é proibida para visitantes. Entretanto, John Allen Chau, ignorou a advertência. Ele almejava chegar ao local para levar o cristianismo ao povo indígena que habita a ilha.

“Ele tentou chegar às ilhas Sentinel em 14 de novembro, mas não conseguiu. Dois dias depois ele se preparou melhor. Ele chegou de canoa à ilha”, contou uma fonte à agência France Presse.

O corpo de John Allem foi arrastado pelos indígenas e com o auxilio de uma corda e abandonado em uma praia. Pescadores viram o cadáver, mas não puderam recuperá-lo.

Segundo o jornal “Andaman Sheekah, fontes afirmaram que o missionário já havia tentado contato com os indígenas outras cinco vezes.

A polícia local tem tratado o caso com homicídio. Mas os nativos não podem ser indiciados, já que não são imputáveis segundo as leis locais.

A embaixada americana na Índia está acompanhando o caso. Os pescadores que levaram o missionário à ilha foram detidos.

Comentário