Igrejas americanas poderão ter atuação política

0
515

 

Republican U.S. presidential candidate Donald Trump speaks during a campaign rally at the Treasure Island Hotel & Casino in Las Vegas, Nevada June 18, 2016. REUTERS/David Becker – RTX2GYKG

A lei que proíbe a atuação política das igrejas e associações isentas de impostos pode estar com os dias contados nos Estados Unidos. O presidente americano, Donald Trump, comunicou nesta quinta-feira, dia 2, sua intenção de revogar a lei que vigora no país desde 1954. Se aprovada a mudança, a ala conservadora cristã conquistaria uma grande vitória após ter apoiado a campanha presidencial de Trump.

“Vou me livrar e destruir totalmente a Emenda Johnson, permitindo que nossos representantes de fé falem livremente e sem medo de retaliação”, afirmou o presidente, no momento em que estava no evento organizado pela fundação cristã The Fellowship.

Segundo Trump, “a liberdade religiosa é um direito sagrado, mas que está sob séria ameaça”. Neste quesito os líderes evangélicos americanos estariam livres para expressarem sua opinião acerca das ações de políticos, ou até mesmo de candidatos próprios vinculados as igrejas.

A intenção de Trump poderá ser aprovada com relativa facilidade. É preciso a aprovação do Congresso, com maioria Republicana (partido de Trump).

Comentário