Igreja no Sudão é demolida e pastor diz que isso não impedirá oração e louvor a Deus

0
160
Foto: internet

Autoridades do Sudão destruíram o prédio de uma igreja em Cartum, capital do país nesse domingo, 11. Os membros da Igreja Presbiteriana de Al Haj Yousif disseram que homens vieram acompanhados de policiais, dirigiam três caminhões e uma escavadeira e derrubaram o templo.

O caso ocorreu algumas horas após o culto. O pastor Yahia Abdelrahim Nalu lamentou a ação e disse que “essas ações não nos impedirão de orar e louvar a Deus!”, e que isso não impedirá de realizar os cultos, pois serão em outro lugar.

Isso gerou muita indignação entre os cristãos sudaneses, eles vem sofrendo ataques constantes do governo, que é islâmico, salientando seu ódio aos fiéis.

Em uma campanha para livrar o cristianismo do país, foram demolidos pelo menos 25 igrejas nos últimos meses.

No caso dessa igreja, seus dirigentes disseram que muçulmanos afirmavam ser donos do terreno com documentos falsificados, com a simulação de compra do ano de 1989. No ano passado, um juiz deu ganho de causa a eles.

Esse é o segundo caso desse tipo esse mês. No dia 5, sete cristãos foram multados pelo tribunal por defenderem a propriedade da igreja.

O ministro sudanês de Orientação e Doações declarou em abril de 2013 que não seria mais permitida a edificação de novas igrejas no país. Desde 2011, quando houve a separação do Sudão do Sul, o governo expulsou todos os missionários cristãos estrangeiros.

Comentário