O evangelista Marcos narra um milagre operado por Jesus quando deixava a cidade de Jericó: a cura do cego Bartimeu.

Jesus estava deixando a cidade de Jericó juntamente com os seus discípulos e uma grande multidão O seguia. Pelo caminho em que Jesus passou havia um cego por nome Bartimeu, filho de Timeu, que estava assentado à beira do caminho mendigando.

Quando Bartimeu ouviu que era Jesus de Nazaré que passava, começou a clamar dizendo: – “Jesus, filho de Davi, tem misericórdia de mim!”. 

Nesta passagem bíblica, alguns detalhes chamam a atenção, além da própria história, que é muito emocionante. Então chamarei atenção para um detalhe que pode ter sido proposital ou mero acaso, não importa, porém é possível tirar lições desse ponto.

Bartimeu, quando escutou o chamado de Cristo, teve uma disposição que devemos ter. A primeira atitude dele foi de lançar a capa fora, ou seja, ABRIR MÃO. Historiadores dizem que a capa era concedida pelo império Romano para aqueles que não tinham condição de trabalhar como sinônimo de “autorização para pedir esmolas em qualquer lugar”.

Aquela capa era o único meio de sustento que Bartimeu tinha, mas ele abriu mão, lançou a capa e foi ter com Jesus. 

Assim nós devemos ser, quando recebemos um chamado de Deus em nossas vidas, não adianta ficar preso em bens matérias, hábitos do passado ou a antiga vida. Devemos abrir mão, ter prontidão em deixar as coisas e ir ao encontro de Jesus, pois não adianta ter amor por coisas banais, nosso amor é por Jesus Cristo.

Falar que largaria tudo por Jesus, assim como cego Bartimeu, parece fácil, mas negamos o chamado todos os dias com atitudes erradas e pecados que nos distanciam da presença de Deus.

Bartimeu só tinha aquele capa como meio de sobrevivência, mas ele abriu mão quando ouviu o chamado de Jesus. 

Você está disposto a abrir mão daquilo que você sabe que precisa deixar para cumprir o chamado de Deus? Por isso muitos são chamados e poucos escolhidos, nem todos estão dispostos a abrir mão.

Comentário