Caos instalado no Espírito Santo

0
534
Foto: Reprodução/ Internet

O governo do Espírito Santo pediu, nesta segunda-feira (6), apoio da Força Nacional de Segurança Pública diante da paralisação de agentes da Polícia Militar em todo o estado.

A greve da Polícia Militar começou na última sexta-feira (3), quando um grupo de cerca de cem mulheres – esposas, namoradas e filhas de policiais – iniciaram um ato em frente ao Destacamento da Polícia Militar (DPM) de Feu Rosa, na Serra, município do Espírito Santo.

Eles protestaram pelos seus familiares porque os policiais militares são proibidos de protestar, fazer greve ou paralisação, segundo o Código Penal Militar. A pena para o policial que tomar parte em manifestações desse tipo pode chegar a dois anos de prisão.

 

Comentário