Aumenta número de evangélicos que aprovam a ordenação de pastoras

0
651
Foto: Reprodução/ Internet

Enquanto muitas denominações ainda debatem se aceitam – ou não –  a ordenação de mulheres como pastoras e bispas, uma nova pesquisa revela que a aceitação dessa prática continua aumentando. De modo geral, o número de pastoras liderando igrejas triplicou nos últimos 25 anos.

Mais de setenta por cento dos cristãos aprovam colocar-se mulheres em posição de liderança no trabalho da igreja, segundo uma pesquisa feita pelo Grupo Barna, especializado em levantamentos religiosos.

O material divulgado por eles pode ser conferido na íntegra (em inglês) aqui. Ele revelou também que 79% dos entrevistados disseram estar confortáveis ​​com a ideia de mulheres liderando uma igreja ou ministério.

Quando dividindo os dados entre os grupos cristãos, os pesquisadores descobriram que 71% dos evangélicos tradicionais e 80% dos católicos aceitavam mulheres em “cargos de liderança” dentro da igreja.

O Barna identificou que essa é uma tendência crescente, pois também aumentou o índice de pessoas que aceitam melhor as mulheres ocupando papéis de liderança no mundo dos negócios e na política.

Outro aspecto do estudo mostra que ainda há uma diferença na percepção, enquanto 84% das mulheres dizem não ter problema em seguir outra mulher como pastora, apenas 75% dos homens disseram o mesmo.

Todos os dados se referem a um levantamento feito nos Estados Unidos.

 

Comentário