Bem recentemente, o eleito Presidente da Câmara Federal, Dep. Rodrigo Maia, em seu discurso de posse daquela presidência, anunciou sua determinação em “combater” as manifestações de repúdio da opinião publica sobre os membros daquela Casa Legislativa; e disse mais, que é inadmissível permitir que as pessoas continuem falando tantas mentiras sobre os membros da Casa.

Bom! Precisamos avaliar um pouco os motivos desse discurso tão “sensato” e ”justo”. Primeiro de tudo, entender que vivemos em uma Democracia em franco processo de amadurecimento; e, a Democracia tem como base a liberdade de expressão do livre pensamento de seus cidadãos. Segundo, há de se compreender que, todos os políticos que tem um Mandato, só o têm porque foram “Mandados” para o exercício do poder, através do voto das mesmas pessoas que, agora estão reclamando delas; a verdade é que nossos políticos, em sua maioria, ainda não entenderam que, quem DÁ o Mandato é maior do que aquele que exerce om Mandato. Por outro lado, porque será que essas mesmas pessoas que elegeram esses governantes, estão, agora, tão “zangadas” com elas? Não seria tristeza ou decepção ou desesperança, por ver os seus Mandatários, as pessoas em quem tinham tanta Esperança, enveredando pelo caminho do fisiologismo existente? Se esse Deputado em pauta, tivesse o mínimo de entendimento, de bom senso e humildade, teria feito um leitura mais honesta das manifestações pelas redes sociais, ainda que algumas delas sejam excessivas e desnecessárias e, ao invés de se “revoltar” contra a sociedade mandatária, teria proposto aos seus pares em seu discurso de posse, um “Pacto Legislativo” em favor dos reclamos do, tão resiliente, povo brasileiro. Um Pacto para colocar em estudos e votação as matérias importantes e de urgência que estão caducando na Casa. Um Pacto para unir o Congresso Nacional nesse mesmo propósito. Um Pacto para alinhar os três Poderes no mesmo diapasão. Calar a sociedade seria um retrocesso para a Democracia e um caminho triste para o absolutismo.

Tudo que o Brasil precisa é de governantes que governem para os brasileiros e, se esses governantes que o Brasil precisa, não forem esses que estão no exercício de seus Mandatos, hoje; Deus, levantará uma nova geração de governantes que tenham seu coração voltado para um Governo baseado na Retidão e na Justiça do Senhor. Governantes que sejam tementes ao Senhor e tenham a disposição ética e moral para romper com as velhas práticas políticas e estabelecer uma nova Cultura de governar.

Em minha avaliação pessoal, há três perfis de nossos políticos: os poucos que cheiram, uns tantos sem odor nenhum e, uma maioria que exalam um mal cheiro insuportável. Louvo à Deus por aqueles que não tem se encurvado diante de “Baal” e, que mantem suas vidas e propósitos íntegros para o Senhor. Essa é a VISÃO DO REINO.

Dr. Jovenal Souza.

Coach Geracional.

Comentário